Brasileirão Série A

Palmeiras perde para Furacão dentro do allianz

O Palmeiras foi superado na noite deste sábado (02/07), no Allianz Parque, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro 2022, por 2 a 0 pelo Athletico-PR – gols de Vitor Roque, aos 35 do primeiro tempo, e ...

Por Redação

há 1 mês


Palmeiras perde para Furacão dentro do allianz
O jogador Zé Rafael, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Canobbio, do C Athletico Paranaense, durante partida válida pela décima quinta rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)


O Palmeiras foi superado na noite deste sábado (02/07), no Allianz Parque, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro 2022, por 2 a 0 pelo Athletico-PR – gols de Vitor Roque, aos 35 do primeiro tempo, e de Vitor Bueno, de pênalti, aos 12 da etapa final – e com isso se despediu de uma série de 13 jogos invictos no Brasileirão (a maior já atingida nesta edição), mas ainda segue na liderança com 29 pontos, porém agora com diferença de dois pontos para o novo vice-líder, o Athletico-PR, que foi a 27 (assim como o Atlético-MG, 3° colocado).

Clique aqui para ver a ficha técnica, estatísticas e tudo sobre o jogo!

Entretanto, a rodada, apesar de não ter somado pontos importantes, foi favorável ao Palmeiras em outros aspectos: o time passou a ser dono da melhor defesa do Brasileirão de forma isolada, mesmo com os dois sofridos: antes de a 15ª rodada iniciar, Palmeiras e Corinthians dividiam a melhor defesa do certame, ambos vazados dez vezes. Devido aos 4 a 0 sofridos pelo rival, o Palmeiras, agora com 12 gols sofridos, lidera este ranking sozinho, seguido do Corinthians e do Fluminense (com 14 gols sofridos cada).

E mesmo com o revés, a gordura criada pelo Verdão em rodadas anteriores ainda o mantém como dono das principais marcas neste nacional até aqui. Líder isolado (29 pontos, contra 27 do Athletico-PR e Atlético-MG), é também o time com mais vitórias (8, ao lado o Athletico-PR), com mais gols (27, seguido do Galo, com 24) e foi quem impôs, até aqui, a maior sequência invicta do Nacional, interrompida justamente nesta partida (13 partidas nos primeiros 14 jogos). Vale lembrar que o Palmeiras, em 2022, permaneceu por 19 jogos invictos (15 vitórias e 4 empates) entre abril e junho, sendo essa a maior sequência invicta já alcançada, nesta temporada, por uma equipe integrante da Série A do Brasileiro, considerando todos os seus duelos em 2022, por qualquer competição.

A mostra maior de que o Athletico-PR – que por sinal vem muito bem na temporada – tem motivos de sobra para comemorar o resultado é que, nessa noite, ao superar o Verdão o time de Felipão foi apenas o quinto a ter derrotado o Palmeiras no total de suas últimas 50 partidas (a primeira desta série, em novembro de 2021, empate contra o Atlético-MG). Desde então, apesar da quinta derrota neste interim (as outras foram para o Chelsea, São Paulo, duas vezes, e Ceará), o Palmeiras somou 34 vitórias e 11 empates nos outros 45 destes 50 jogos.

Mesmo com inesperado o revés– o quarto do Verdão na temporada (sem contar o jogo contra o Chelsea, pois o Mundial pertencia à temporada 2021) – o time de Abel Ferreira segue detentor do melhor desempenho dentre todos os times que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro – incluindo os seus jogos por competições estaduais, nacionais e continentais –, com 75,57% em aproveitamento de pontos na temporada (30 vitórias, 9 empates e 4 derrotas em 43 jogos – com 99 pontos conquistados de 131 disputados), contra 71,67% do Atlético-MG (40 jogos, 25 vitórias, 11 empates e 4 derrotas – 86 pontos em 120 disputados).

Além disso, de forma geral na temporada, assim como no Brasileiro, o Palmeiras também é o dono domelhor ataque em números absolutos (89 contra 74 do galo) e na média (média de 2,07 por contra 1,85 do Atlético-MG – o Verdão tem 89 gols em 43 jogos, enquanto o Atlético soma 74 em 40 duelos em 2022).

O feito do Furacão se torna ainda mais inusitado por ter vencido na casa palmeirense, pois, desde novembro de 2021, o Palmeiras vinha com incríveis 19 vitórias, três empates e uma única derrota em 23 jogos. Agora, no 24º duelo desde o início desta ótima série com absoluta supremacia, conheceu apenas o seu segundo revés (o outro havia sido para o Ceará, pela 1ª rodada, em 9 de abril).

E especificamente contra o adversário da vez, o Palmeiras (superior no total de jogos entre as equipes, com 32 vitórias contra 12 do adversários, além de 20 empates em 64 jogos – 93 gols marcados e 65 sofridos) conheceu o seu primeiro revés após dez jogos contra o Athletico.

Campeão da Recopa Sul-Americana de 2022 no último encontro que havia realizado com o Furacão, o Alviverde vinha, no total, de uma série invicta de sete vitórias e três empates; isso porque a última derrota do Palmeiras para o adversário da vez aconteceu em 2017, pelo Brasileiro (3 a 0 na Arena da Baixada) e, desde então, o Palmeiras venceu seis e empatou 2 dos nove jogos seguintes em que se enfrentaram por edições do Brasileirão, além de ter empatado um e vencido outro pela final da Recopa no mês de março (jogos de ida e volta), ficando com o troféu.

Já levando em conta apenas os jogos em casa, o Palmeiras vinha invicto (e com 100% de aproveitamento) nas suas últimas cinco partidas em sua arena contra o Athletico, pois, desde que perdeu pela última vez como mandante, em agosto de 2017, pelo Brasileiro, o Verdão venceu quatro vezes por jogos de Brasileiro e havia saído vencedor também no mais recente, antes do duelo de hoje, pela Recopa Sul-Americana, jogo que marcou a conquista deste então título inédito ao Maior Campeão do Brasil.

AGENDA

Maior Campeão do Brasil volta a campo na próxima quarta-feira (06), às 19h15, novamente no Allianz Parque, desta vez pela Libertadores da América, para enfrentar o Cerro Porteño-PAR pelo jogo de volta das oitavas de final – no duelo de ida, no último dia 29, o Verdão saiu vitorioso por 3 a 0 fora de casa. Depois, o líder volta a atuar pelo Brasileirão contra o Fortaleza no dia 10 de julho (domingo), às 18h, pela 16ª rodada, no Castelão (Fortaleza-CE).

PALMEIRAS: Weverton; Mayke (Gustavo Garcia, aos 25’/2ºT), Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo (Gabriel Menino, aos 25’/2ºT) Zé Rafael (Gabriel Veron, aos 15’/2ºT), Raphael Veiga (Atuesta, aos 15’/2ºT) e Gustavo Scarpa; Dudu e Rony (Rafael Navarro, aos 15’/2ºT). Técnico: Abel Ferreira.

Gols: Vitor Roque (35’/1ºT) (0-1), Vitor Bueno (12’/2ºT) (0-2).

Cartão amarelo (SEP): Piquerez.

Expulsão (SEP): Gabriel Menino, aos 45’/2ºT (vermelho direto).

fonte: https://www.palmeiras.com.br/noticias/em-casa-palmeiras-conhece-2o-reves-no-brasileiro-apos-13-jogos-invictos-e-segue-na-lideranca/

Outras noticias do Brasileirão Série A

  Luciano faz dois, e Tricolor vence o Atlético-GO pelo Brasileirão